Mendonça intervém e vai solicitar abertura de inquérito para investigar Noblat

Ler na área do assinante

Infelizmente, os ataques contra o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, são cotidianos e têm se tornado cada vez piores.

Nos últimos 6 meses, pelo menos 5 jornalistas da “grande mídia” desejaram ou incitaram a morte do presidente.

A lista é grande: Hélio Schwartsman, Thiago Amparo, Bárbara Gancia, Ruy Castro e mais recentemente, Ricardo Noblat, que em um ato insano e “criminoso” sugeriu o suicídio de Bolsonaro.

Pois bem, depois de tantos ataques o ministro da Justiça, André Mendonça, finalmente vai solicitar a abertura de um inquérito policial.

Segundo o ministro, o inquérito investigará dois jornalistas por “instigação” a suicídio, o próprio Noblat e Ruy Castro.

“Alguns jornalistas chegaram ao fundo do poço. Hoje 2 deles instigaram dois Presidentes da República a suicidar-se. Apenas pessoas insensíveis com a dor das famílias de pessoas que tiraram a própria vida podem fazer isso”, escreveu Mendonça, em suas redes sociais.

E prosseguiu:

“Apenas pessoas irresponsáveis cometem esse crime contra chefes de Estado de duas grandes nações. Fazê-lo é um desrespeito à pessoa humana, à nação e ao povo de ambos os países.”

E completou:

“Por isso, requisitarei a abertura de Inquérito Policial para apurar ambas as condutas. As penas de até 2 anos de prisão poderão ser duplicadas (§ 3º e 4º do art. 122 do Código Penal), sem prejuízo da incidência de outros crimes.”

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar