Em “bagunça geral”, PT e Solidariedade levam eleição do time do Vasco para ser decidida no STF

Ler na área do assinante

O ‘novo normal’ no Supremo Tribunal Federal é a atuação em todas as posições e em todos os casos.

Para tanto, basta que seja acionado por algum partido político de esquerda.

O Vasco da Gama realizou uma eleição virtual para eleger o seu novo presidente.

Jorge Salgado foi eleito e tem sua posse marcada para o próximo dia 15 de janeiro.

A votação à distância foi determinada pelo Tribunal de Justiça.

Porém, contrariando a decisão do TJ, uma outra ‘galera’ realizou uma eleição presencial e elegeu o advogado Luiz Roberto Leven Siano.

O partido Solidariedade apresentou à Corte uma arguição de descumprimento de preceito fundamental, sob alegação de que a votação virtual fere o estatuto do clube.

O PT entrou na parada e também defendeu que o presidente eleito de forma virtual, conforme determinação do TJ, seja impedido de tomar posse.

O relator é o ministro Dias Toffoli.

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Precisamos da ajuda do nosso público. Para tanto, assine o JCO por apenas R$ 9,99 mensais, e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido...

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar