Bruno Gagliasso destila puro "ódio" contra Bolsonaro

Ler na área do assinante

Na última quinta-feira (14), o ator global Bruno Gagliasso chamou a atenção nas redes sociais com seu discurso raivoso contra o presidente, Jair Bolsonaro.

Em postagens que destilavam puro ódio, o ator chamou Bolsonaro de ‘merda’:

“Juro que eu queria que esse merda terminasse o mandato. Pra todo mundo aprender. Mas a pandemia nos obriga a buscar uma solução mais urgente. FORA GENOCIDA, FORA BOLSONARO”, publicou ele.

As postagens ocorreram após a divulgação dos problemas enfrentados em Manaus na área da saúde.

“Sabe Bolsonaro, você vai cair pq o povo do Amazonas já não procura vocês. Como amanhã o povo do nordeste, do centro-oeste, do sudeste, do sul. Você vai cair pq vc não é um presidente, você é uma arroba que seus robôs obedecem”, prosseguiu ele.

Entrando de cabeça na onda dos ‘lacradores’, Bruno ainda pediu o impeachment do presidente, e chegou a marcar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em seu tweet:

“Cadê o impeachment do presidente da república incapaz de cuidar do seu povo? Chega desse pesadelo”.

Nesta sexta-feira (15), o próprio governador do Amazonas, Wilson Lima, enalteceu a ajuda que vem recebendo do Governo Federal, desconstruindo esse discurso absurdo, inconsequente e iresponsável de figuras como o ator global.

Na realidade, o que ocorre é bastante óbvio. Com Bolsonaro, a Globo perdeu bilhões e Gagliasso, em consequência, perdeu o seu rentável emprego.

Esse é o verdadeiro motivo de tantos "chiliques" nas redes.

Acabou a "mamata".

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário ou com o cartão de crédito.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar