A ordem cronológica da pandemia que acaba com a narrativa da 'mídia do ódio', esquerdistas e ‘autoridades’ (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

A YouTuber Bárbara, apresentadora do canal do “Te atualizei”, com quase um milhão de inscritos, postou um vídeo, neste domingo (17), no qual “destrói” a narrativa dos opositores do Governo Bolsonaro e da 'mídia do ódio'.

A influenciadora inicia o vídeo demonstrando que o caos na saúde pública de Manaus teve início em 2019, com a falta de insumos básicos para o atendimento da população no principal hospital da capital amazonense.

O primeiro a ser exposto foi o ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, com notícia da revista Época, de julho de 2019, na qual médicos pediam a ele que interviesse na Saúde do Amazonas.

“Ministro disse ter muita apreensão com a situação do estado. Porém, tal intervenção foi negada, pois foram alegadas implicações políticas muito graves”, denunciou.

Em seguida, ela criticou a autonomia dada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a governadores e prefeitos, que facilitou o superfaturamento de insumos de combate à pandemia da Covid-19 e o desvio de recursos públicos.

“Respiradores comprados em lojas de vinho. A secretária de saúde levada pro xilindró. Em julho, o hospital de campanha foi desativado. Entre julho e outubro, 85% dos leitos de UTI foi desativado (no Amazonas).
“E aí, eu pergunto: onde está o dinheiro que, segundo o próprio (Alexandre) Kalil foi ‘derramado’ pelo Governo Federal para estados e municípios nessa pandemia?”, indagou.

Sobrou também para o apresentador de televisão e sempre presidenciável, Luciano Huck. Sobre o global, ela falou:

“Huck convocou um ‘panelaço’ contra o governo do presidente por considerá-lo responsável pelo que ocorre em Manaus. Enquanto artistas levavam oxigênio a quem precisava respirar, como forma de realmente de tentar e conseguir ajudar, Huck batia panela. Grande exemplo! Isso é tudo o que o Brasil precisa”, ironizou a influenciadora.

E acrescentou:

“Após sua hipocrisia ser exposta, ele acabou postando uma foto também contribuindo. Mas, ainda não divulgou o vídeo batendo panela”, alfinetou, completando que o apresentador não se manifestou quando o amigo, o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG), foi flagrado cobrando R$ 2 milhões em propina à empresa JBS, em “Operação da Lava Jato”.
“Isso não é solidariedade ou empatia. Isso é campanha política e oportunismo disfarçados de preocupação”, disparou.
“Políticos que pegam o alto-falante e se colocam como representantes da população, venham pro meio do povo e vamos, enfim, tirar a prova de quem está mentindo: nós ou vocês”, finalizou.

Confira o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora, você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário ou com o cartão de crédito.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar