Aécio ‘alfineta’ Serra e rechaça que tucanos se convidem para participar de governo Temer

A discussão sobre a participação do PSDB num eventual governo de Michel Temer, valeu uma impiedosa ‘alfinetada’ do senador Aécio Neves no senador José Serra.


Questionado sobre o assunto, Aécio disse que o partido não vai impedir a participação de seus integrantes, caso convidados, no governo de Temer. E concluiu: ‘o que não pode é se convidar’, em clara alusão a José Serra, que no domingo se reuniu com o vice-presidente e já manifestou publicamente sua pretensão de ocupar um ministério.

Aliás, Serra está verdadeiramente fissurado com a possibilidade de novamente ser ministro e tem defendido incisivamente o apoio do PSDB à Temer.

"O que o PSDB deve fazer, na minha opinião, é apresentar os pontos mínimos ao vice-presidente Temer do que ele [partido] ache que sejam importantes que sejam levados a cabo. O PSDB deve apresentar suas propostas em relação a um novo governo. Se o Michel Temer aceitar, deve sim participar do governo, uma vez que as coisas que o partido considera importantes serão atendidas por ele [Temer]", afirmou Serra.

Serra também refutou a tese de alguns tucanos de que um membro do partido deve se licenciar do PSDB, se aceitar um cargo no governo Temer.

"É uma posição sem sentido. O PSDB apoiou a votação do impeachment da presidente Dilma. É natural que, havendo o impeachment, deverá assumir o vice-presidente Michel Temer. Nós não podemos deixá-lo ao relento", afirmou.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política