Dia 12 de maio o Brasil fica livre de Dilma Rousseff

Não sou ‘coxinha’, como os ‘lulopetistas’ poderão me rotular. Pelo contrário, já fui eleitor do PT.


Me considero um democrata, politizado, mas apartidário.

Sou um eleitor que penso pra votar. Não me arrependo de nenhum dos meus votos.

Aliás, não me arrependo de ter votado no PT. Acho que naquele momento era necessário.

Porém, confesso que o PT me surpreendeu negativamente.

Esse PT que ai está, com certeza, não receberá mais o meu voto.

O PT se transformou, chafurdou-se num mar de lama e corrupção e colocou o seu projeto de poder acima de tudo e de todos.

Fez tudo o que sempre condenou. Escravizou a camada mais pobre da população com um único objetivo: perenizar o voto em seu favor.

Felizmente, por ter acreditado na força do dinheiro, por ter acreditado que o dinheiro compra tudo, o PT deixou lastros enormes de bandalheira e corrupção.

Felizmente, um juiz extremamente competente e estrategista, em parceria com um grupo abnegado do MPF, da PF e da Receita Federal, desnudou a ação nociva do partido que se tornou uma organização criminosa.

Felizmente, o povo foi às ruas.

Felizmente, dia 12 de maio está bem próximo.

Que nossas instituições continuem trabalhando, que o povo continue vigilante, pois quem vai entrar não é santo, muito pelo contrário, mas o Brasil precisava se oxigenar.

PT não dá mais...

Edmundo Zanatta

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política