Ministro do STF acusa Lula de ser autor intelectual do mensalão e petrolão (Veja o vídeo)

Em declaração de voto proferido no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Gilmar Mendes fez a mais contundente explanação, naquele colegiado, até o presente momento, sobre as más condutas adotadas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando exercia a presidência da República.

O ministro acusou diretamente o ex-presidente como autor intelectual do mensalão e do petrolão e deu um verdadeiro 'puxão de orelha' no Ministério Público, que não o denunciou quando do episódio do mensalão.   

‘Estamos diante talvez, do quadro mais caricato que a nacionalidade já tenha enfrentado. Como último lance busca-se o ex-presidente em São Bernardo para assumir a chefia da Casa Civil, a pretexto de dar sobrevida ao governo e de lhe dar algum conforto no foro privilegiado’, assim o ministro Gilmar Mendes iniciou a análise da questão sobre a nomeação de Lula.


Na sequência ele faz alusão à delação premiada do senador Delcídio do Amaral, onde este afirma que Lula teria sido o autor intelectual do mensalão e relembra que em 2005 o então ministro Eros Graus teria questionado ‘Não está faltando alguém na denúncia?’.

Diante da situação, o ministro, com veemência, sugeriu que a Procuradoria Geral da República venha preencher esta lacuna perante o Supremo Tribunal Federal, ‘resolvendo esse dilema do mensalão’.

Gilmar Mendes ainda finaliza com extrema ironia, dizendo que diante do ‘Petrolão’, atualmente o ‘Mensalão’ teria que ser discutido num tribunal de pequenas causas.

O voto do ministro é, sem dúvida, mais um forte respaldo para uma eventual decretação da prisão de Lula, pelo juiz Sérgio Moro.

da Redação

Veja o vídeo:

https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça