Juiz de BH bate de frente com Kalil e derruba decretos em que prefeito "abusa do poder"

Ler na área do assinante

Na última segunda-feira (25), o juiz Wauner Batista Ferreira Machado proferiu decisão judicial em que determina que a Prefeitura de Belo Horizonte reabra, a partir do dia 4 de fevereiro, o comércio não-essencial, que estava sob ordem de fechamento da Prefeitura Municipal, com a justificativa de conter o avanço da pandemia na capital mineira.

O processo foi impetrado pelo Sindicato das Empresas de Promoção, Organização e Montagem de Feiras, Congressos e Eventos de Minas Gerais, e tramita na 3ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública Municipal da Comarca de Belo Horizonte. Infelizmente, a Prefeitura Municipal já informou que já recorreu da decisão.

Não é a primeira vez que o magistrado toma uma decisão contrária aos atos do prefeito, Alexandre Kalil. Em 18 de janeiro, o juiz havia determinado a suspensão de um decreto, emitido por Kalil, que estabeleceu o fechamento de atividades como lojas de rua, shoppings, bares, restaurantes e clubes da cidade. A decisão foi derrubada em segunda instância dois dias depois, para desespero dos comerciantes locais.

Desde o início da pandemia, o magistrado já derrubou diversas medidas determinadas por Kalil. Em 16 de abril de 2020, Wauner determinou que a Prefeitura de Belo Horizonte deixasse de proibir a entrada de ônibus vindos de cidades que não haviam adotado o isolamento social.

Ainda em abril de 2020, no dia 24, o juiz determinou a suspensão do decreto da Prefeitura de Belo Horizonte que restringia o horário de gratuidade de idosos no transporte público. A medida era uma das ações do Executivo da capital para conter a circulação de pessoas.

Já no dia 20 de julho, Wauner determinou a abertura de bares e restaurantes e afirmou que Kalil exercia a “tirania” por meio de decretos.

Em 21 de agosto, o magistrado voltou a derrubar a suspensão dos alvarás de bares e restaurantes, em Belo Horizonte, citando , em sua decisão, ‘abuso de poder’ por parte de Kalil.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: G1

da Redação
Ler comentários e comentar