Com precisão, magistrada corrige dois erros da Folha: um ortográfico e outro geográfico

Ler na área do assinante

Como já se tornou rotina, a “mídia do ódio” usa de seus “palanques” para propagar a desinformação pelas redes sociais.

Recentemente, o jornal Folha de S.Paulo publicou uma matéria no Twitter, com a seguinte manchete:

“...’Juíz’ faz discurso negacionista e contra imprensa em posse como presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso”

Confira:

Com uma notória militância impregnada, o jornal acabou ‘atropelando’ as palavras e cometeu dois erros graves na manchete.

A magistrada Ludmila Lins Grillo percebeu e fez questão de corrigir a Folha:

“Juiz não tem acento agudo, e o tribunal é o do Mato Grosso do Sul”, comentou ela, na publicação do jornal.

Confira:

Erros ortográfico e geográfico.

Os internautas ironizaram os erros da Folha:

“Esse ‘jornazistas’ têm muito que aprender, essa é a geração Paulo Freire”, escreveu uma internauta.
“Método Paulo Freire implantado com sucesso na Folha”, disse outro.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar