Deputada do PSOL enoja com o inescrupuloso oportunismo, mas é calada por "Carluxo"

Ler na área do assinante

Quando a esquerda disse que ia ser a “resistência”, eles não estavam brincando, não.

Imagine só: eles estão 24 horas por dia, sete dias por semana, na “cola” do presidente Jair Bolsonaro, à espera de algum vacilo. Como isso não ocorre e sem argumentos para propagar, vale até inventar uma mentirinha para enganar os “bobos” de plantão.

A bola da vez agora é a compra de leite condensado para todo o Executivo Federal. A oposição, que não viu nem ouviu falar dos bilhões desviados para ditaduras comunistas, agora, analisa, detalhadamente, os gastos da Gestão Bolsonaro.

É de causar nojo, principalmente, quando somos obrigados a ver o oportunismo da deputada federal Sâmia Bonfim (PSOL-SP), esbravejando:

“Com 15,6 milhões de reais, seria possível comprar 7.200 latas de leite condensado por dia durante todo 2020. A família presidencial consumiu tudo isso? Distribuiu pra alguém? Revendeu? Ou está havendo algum tipo de superfaturamento e desvio de verbas? A justiça precisa investigar!”

Sem paciência diante de acusações tão levianas, o vereador pelo Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (Republicanos), respondeu com a mesma rapidez intrépida que sempre teve na defesa do pai:

“Se Vossa Excelência é capaz de consumir tudo isso sozinha, respeito. Porém, os gastos aos quais você se refere correspondem a todo o Poder Executivo Federal, incluindo Presidência, Vice-Presidência, Ministérios, Estatais, Forças Armadas, Autarquias, além de programas sociais”, disparou.

Esta não é a primeira vez que Sâmia ataca a família Bolsonaro. Em 2019, sem motivo aparente, a deputada do PSOL criticou Carlos Bolsonaro; após o parlamentar comemorar o naufrágio de dois navios na costa de Pernambuco, como parte do Programa Nacional de Revitalização do Ecoturismo Náutico.

“Muitos naufrágios virão pelo Brasil”, escreveu ele, na época.

Ao que a psolista respondeu:

“O naufrágio começou dia 1 de janeiro e o que está afundando é o Brasil, presidente”.

Imediatamente, o vereador defendeu o pai e rebateu a socialista:

“Você não afunda”, disse.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora, você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário ou com o cartão de crédito.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar