Mais de 21 anos depois, médicos são condenados em Minas por retirar órgãos de criança ainda viva

Ler na área do assinante

José Luís Gomes da Silva e José Luís Bonfitto foram condenados a 25 anos de prisão e encaminhados ao sistema prisional do Estado. Eles podem recorrer da sentença, em regime fechado. Um terceiro profissional da saúde, Marcos Alexandre Pacheco, foi inocentado das acusações.

Os três foram acusados de retirar, ilegalmente, os órgãos da criança, em um caso ocorrido 21 anos atrás, em hospital de Poços de Caldas – MG.

O Tribunal do Júri sentenciou Silva e Bonfitto, na madrugada deste sábado (30).

Paulo Veronesi Pavesi tinha 10 anos de idade e estava brincando com amigos na piscina do prédio onde vivia, em Poços de Caldas; quando caiu de uma altura de quase 10 metros. O menino deu entrada no hospital da cidade com traumatismo craniano e ferimentos na face e passou por uma cirurgia. Mas, para surpresa dos familiares, dois dias depois, foi transferido para a Santa Casa de Misericórdia, onde foi constatado o óbito da criança.

A perícia apontou que a morte cerebral foi forjada e que Paulinho ainda estava vivo, quando os órgãos foram retirados.

O MP denunciou quatro médicos por homicídio qualificado e remoção de órgãos ou partes do corpo de uma pessoa em desacordo com a lei, com agravante devido a vítima ser menor de 14 anos. O médico Álvaro Ianhez é o único que teve o processo desmembrado e ainda será julgado.

Dentre as acusações, estão: admissão em hospital inadequado, demora no atendimento neurocirúrgico, realização de uma cirurgia por profissional sem habilitação legal, inexistência de um tratamento efetivo e eficaz e fraude no exame que determinou a morte encefálica do menino.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: R7

da Redação
Ler comentários e comentar