Cinco milhões de brasileiros foram enganados em golpes pelo WhatsApp em 2020, aponta estudo

Ler na área do assinante

Em 2020, durante o ano pandêmico, mais de 5 milhões de pessoas foram enganadas em algum tipo de golpe pelo WhatsApp, no Brasil. Os fraudadores utilizam a chamada “engenharia social” (técnica empregada por criminosos virtuais para induzir usuários desavisados a enviar dados confidenciais, infectar seus computadores com malware ou abrir links para sites infectados) para “arrancar” dados e valores das vítimas. O levantamento foi realizado por um laboratório de segurança digital.

Os criminosos iludem a vítima para conseguir o código de recuperação do WhatsApp e, assim, ter acesso aos dados pessoais.

Os estados que mais sofreram esse tipo de golpe no país foram: São Paulo (1,2 milhão vítimas); Rio de Janeiro (712 mil) e Minas Gerais (494 mil). O WhatsApp 120 milhões de usuários no Brasil.

Para se proteger de golpes no aplicativo de conversas, basta ir em “configurações” ou “ajustes”. Em seguida, tecle “conta”, depois, em “confirmação” em duas etapas e ative. O aplicativo vai pedir para o usuário criar um código de seis dígitos e inserir um endereço de e-mail. Depois, é só seguir as instruções e confirmar.

Caso o WhatsApp já tenha sido clonado, o ideal é entrar em contato com a empresa pelo e-mail: support@whatsapp.com. Em até sete dias a conta é recuperada e volta ao normal.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: CNN Brasil

da Redação
Ler comentários e comentar