Fiocruz vai construir a maior fábrica de vacinas da América Latina

Ler na área do assinante

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, marcou presença, nesta sexta-feira (5), no lançamento do edital para a construção do Complexo Industrial de Biotecnologia em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)/Manguinhos.

A Fiocruz será a instituição científica responsável pela produção da vacina de Oxford/AstraZeneca no Brasil. A construção do complexo vai ajudar no avanço da vacinação contra a Covid-19 no país; uma vez que o local poderá acelerar em até quatro vezes a produção de imunizantes e biofármacos para atender as demandas do Sistema Único de Saúde (SUS).

A capacidade de produção do complexo será de 120 milhões de frascos de vacinas e biofármacos, anualmente; podendo aumentar, conforme o recebimento de insumos e matéria-prima.

A iniciativa privada levantará o prédio, que será pago na forma de aluguel com reversão durante o prazo de 15 anos. O Ministério da Saúde já enviou investimentos para parte de construção e compra de equipamentos de produção.

Para construir o complexo de nove prédios, serão gerados cinco mil empregos diretos durante a obra e, mais tarde, 1,5 mil postos de trabalho serão abertos para manter em operação o lugar.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: Metrópoles

da Redação
Ler comentários e comentar