A ditadura da minoria de esquerda na Câmara acabou! (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em entrevista à equipe da TV Jornal da Cidade Online em Brasília, o deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS), que foi presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária por dois anos, abordou a importância do agronegócio brasileiro, os desafios enfrentados pelos produtores, as falácias envolvendo a produção de soja na Amazônia, entre outros temas.

Com a mudança nas casas legislativas, ele acredita que pautas que estavam paradas e são essenciais para o setor podem finalmente ser aprovadas.

“Tanto o presidente da Câmara e do Senado, que se elegeram agora, são pessoas que não têm esse perfil, que tinha, por exemplo, Rodrigo Maia, que ouvia muito os partidos de esquerda. Nós temos uma Câmara com 513 deputados e não votamos a legislação ambiental, não votamos a legislação dos herbicidas, não votamos a regularização fundiária, porque isso contrariava a vontade dos partidos de esquerda, que somam mais ou menos 120, 130 parlamentares e por causa deles não votamos.
A ditadura da minoria é isto! Vindo alguém, eleito com muita força pelo governo, e o governo Bolsonaro tem essa agenda, certamente teremos nesse próximo período muito mais facilidade do que eu tive”, ressaltou.

E qual a produção brasileira mete mais medo na concorrência? De acordo com Moreira, depende do mercado, se for o mercado americano, com certeza é a soja e o milho. Em outros lugares, o problema é a carne.

“No mercado árabe, por exemplo, eles não têm condições de criar frango. Precisam de ar condicionado, por causa do calor, o custo de produção é elevadíssimo, então são obrigados a comprar nosso frango. O Brasil, pela sua terra e pelo seu clima, pode produzir qualquer coisa, a qualquer tempo, isso é um concorrente feroz para o mercado”, explicou, afirmando que nos próximos 10, 15 anos, o Brasil terá um volume de produção de tilápia quase como o frango.

Moreira é categórico no que diz respeito às campanhas difamatórias que fazem do Brasil no exterior:

“Tem ONGs internacionais que pagam brasileiros para andar pelo mundo falando mal do Brasil, também é uma forma de vencer a concorrência da produção de alimentos”, completou.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar