Pazuello perde a paciência com Doria e sobe o tom: "Mentiroso e desinformado"

Ler na área do assinante

Nesta sexta-feira (05), após receber críticas do governador de São Paulo, João Doria, o Ministério da Saúde, liderado pelo general Eduardo Pazuello, emitiu uma nota esclarecendo os fatos e negando a desativação de leitos de UTI.

Segundo Doria, o Ministério teria desativado 3.258 leitos de UTI em meio à pandemia de Covid-19.

“A fim de concluir os repasses aos Estados e ao Distrito Federal, o Ministério da Saúde publicou em DOU a portaria nº 3.896, de 30 de dezembro de 2020, que transferiu R$ 864.000.000,00 (oitocentos e sessenta e quatro milhões de reais), para continuar o enfrentamento das demandas assistenciais geradas pela emergência de saúde pública de importância internacional causada pelo novo Coronavírus, sendo R$ 126.522.037,23 destinados ao Estado de São Paulo, dos quais 22,35% (R$ 27.834.843,14) eram destinados a leitos de UTI previstos no Plano de Contingência Estadual. Desta forma, o governador do Estado de São Paulo mente ou tem total desconhecimento do ato”.

Conforme divulgado pelo Ministério, o valor repassado poderia manter 580 leitos por aproximadamente 30 dias com a diária dobrada ou até “1.160 leitos com diária preconizada do SUS de R$ 800”.

A pasta informou ainda que, por portarias anteriores, apenas 180 leitos de UTI deixariam de estar disponíveis para uso em janeiro de 2021.

O "ditador da calça apertada" perdeu totalmente a noção do bom senso e novamente é desmoralizado.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar