desktop_cabecalho

Presidente da Fundação Palmares usa o BBB para desmascarar o movimento negro no Brasil

Ler na área do assinante

Sérgio Camargo, jornalista e presidente da Fundação Palmares, um órgão federal de promoção da cultura afro-brasileira, usou o Twitter para declarar repúdio aos integrantes do programa global BBB-21.

Na mensagem, Camargo faz uma reflexão sobre as influências teóricas que existem dentro do movimento negro no Brasil, que acabam polarizando dois lados (brancos e pretos) e garantiu que esse tipo de grupo identitário separa mais as pessoas do que as une.

“Tenho dito há anos que o movimento negro é uma influência deletéria para os pretos que nele ingressam ou seguem sua cartilha identitária. Tornam-se pretos vitimistas, rancorosos, e não, raramente, racistas. A prova está à vista de todos no BBB. A máscara caiu. E eu estava certo”, afirmou.

Em outra postagem de fevereiro, o presidente da Palmares já havia declarado que havia “negros racistas” no Brasil e que o BBB era a prova disso.

"É inegável que essa edição do BBB tem um benefício. Mostra, em tempo real, que há pretos racistas no Brasil. E são todos crias do esquerdismo que tenta nos dividir. Finalmente, a máscara caiu", escreveu Camargo.

A nova temporada do "BBB" estreou no final de janeiro. Nove dos 20 participantes do programa são negros. É a temporada com o maior número de participantes afros em uma edição.

Porém, os episódios estão gerando muitas críticas de internautas e telespectadores. Logo no início, a rapper Karol Conka se envolveu em polêmica e foi acusada de xenofobia ao associar sua origem curitibana ao modo mais reservado de falar, em oposição a de outra integrante, Juliette, que é paraibana.

Artistas também criticaram a postura da cantora.

Algum tempo depois, Conká voltou seu “ódio do bem” para o colega de confinamento Lucas Penteado e o impediu de comer na mesa ao lado dos outros participantes, o que gerou mais críticas nas redes sociais.

Devido às perseguições seguidas da cantora, o rapaz pediu para sair da atração.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar