Finalmente o TSE julga improcedentes ações contra a chapa Bolsonaro/Mourão por “disparo de mensagens” em 2018

Ler na área do assinante

Mais uma esdrúxula narrativa da mídia do ódio e dos partidos derrotados nas eleições de 2018, cai por terra.

Em decisão unânime, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta terça-feira (9) arquivar ações que pediam a cassação da chapa do presidente Jair Bolsonaro e do vice-presidente Hamilton Mourão por “abuso de poder econômico”.

Sem dúvida, ações totalmente sem nexo e absurdas, vez que a campanha de Bolsonaro em 2018 foi exatamente a mais acanhada, mais humilde e mais barata.

O placar do TSE refletiu justamente isso: 7 a 0.

Na decisão unânime, o voto do relator, Luis Felipe Salomão, foi seguido pelos outros seis ministros: Mauro Campbell, Tarcisio Vieira, Sérgio Banhos, Edson Fachin, Alexandre Moraes e o presidente da Corte, Luís Roberto Barroso.

Realmente não tem como provar aquilo que nunca existiu. Lamentável apenas que tenha se demorado tanto tempo para se decidir o óbvio.

As ações eram baseadas em uma reportagem do jornal "Folha de S.Paulo". O ministros consideraram, no entanto, que não foram apresentadas outras evidências, além do conteúdo da reportagem. O Ministério Público Eleitoral (MPE) havia solicitado o arquivamento.

De fato, é inacreditável que se tenha perdido tanto tempo com uma reportagem da desacreditada Folha de S.Paulo.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar