Farto material probante obrigam Janot a pedir a inclusão de Lula e mais 29 no Petrolão

A quadrilha do Petrolão vai ganhar novos membros.


O procurador-geral da República Rodrigo Janot, quer que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e diversos outros políticos do PT e do PMDB, além de ministros de Estado, empresários e o atual chefe de gabinete da presidente Dilma, Jaques Wagner, sejam incluídos no inquérito.

De acordo com o Ministério Público Federal são mais 30 pessoas que escancaram a ‘atuação da organização criminosa de forma verticalizada’.

As evidências foram colhidas a partir das delações premiadas do senador Delcídio do Amaral e do ex-presidente da construtora Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo.

‘Essa organização criminosa jamais poderia ter funcionado por tantos anos e de uma forma tão ampla e agressiva no âmbito do governo federal sem que o ex-presidente Lula dela participasse", acusa Rodrigo Janot, que pede a prorrogação das investigações por mais 150 dias.

A decisão está agora nas mão do relator da Lava Jato no STF, ministro Teori Zavascki. 

Além do ex-presidente Lula, Janot afirma haver ‘provas’ do envolvimento dos ministros Edinho Silva (Comunicação Social), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), do ex-chefe da Casa Civil e atual chefe de gabinete de Dilma, Jaques Wagner.

Veja a nova lista completa de Rodrigo Janot:

Luiz Inácio Lula da Silva

Jaques Wagner

Ricardo Berzoini

Jader Barbalho

Delcídio do Amaral

Eduardo Cunha

Eduardo da Fonte

Aguinaldo Ribeiro

André Moura

Arnaldo Faria de Sá

Altineu Cortes

Manoel Junior

Henrique Eduardo Alves

Giles Azevedo

Erenice Guerra

Antonio Palocci

José Carlos Bumlai

Paulo Okamotto

André Esteves

Silas Rondeau

Milton Lyra

Jorge Luz

Sérgio Machado

José Sergio Gabrielli

Lúcio Bolonha Funaro

Alexandre Santos

Carlos William

João Magalhães

Nelson Bornier

Solange Almeida

da Redação

                   https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online

da Redação

Comentários

Mais em Política