Janot, o ingrato, quer novo inquérito para investigar Dilma, Lula e Cardozo

O cerco está se fechando. Pressionado por farto material probante e pela esclarecedora e elucidativa delação premiada do senador Delcídio do Amaral, o procurador-geral da República resolveu mandar o que restava incólume da cúpula petista, para o banco dos réus.


Não sobrou ninguém...

Num pedido enviado nesta terça-feira (3) ao STF, Janot pediu a inclusão no ‘Petrolão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e diversos outros políticos do PT e do PMDB, além de ministros de Estado, empresários e o atual chefe de gabinete da presidente Dilma, Jaques Wagner (veja aqui).

Noutro pleito também enviado nesta terça ao STF, o procurador-geral da República, pede a abertura de um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o advogado-geral da União José Eduardo Cardozo.

O inquérito busca investigar a nomeação de Lula para a Casa Civil e de Marcelo Navarro Ribeiro Dantas para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), em uma tentativa de obstruir a Operação Lava Jato.

Delcídio afirmou em sua delação que a presidente tentou aparelhar o STJ nomeando Ribeiro Dantas para livrar da cadeia empreiteiros investigados no ‘Petrolão’.

Em parecer enviado ao Supremo, Janot diz que a decisão de Dilma de transformar Lula em ministro teve a intenção de "tumultuar" o andamento das investigações ao tentar retirar o caso do ex-presidente das mãos do juiz Sergio Moro.

da Redação

                             https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça