Lira sai em defesa de Bolsonaro e diz que o presidente não "extrapolou limites" em decretos sobre porte de armas

Ler na área do assinante

Na última segunda-feira (15), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira rebateu as declarações do vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, que criticou as mudanças promovidas, via decreto, pelo presidente Jair Bolsonaro quanto à posse e porte de armas.

Ramos havia declarado que as medidas deveriam ser promovidas via projeto de lei.

Ao comentar o assunto, Lira lembrou que a edição de decretos é uma prerrogativa do presidente e que Bolsonaro ‘não extrapolou limites’, nem ‘invadiu a competência’ do Poder Legislativo’, e que qualquer eventual excesso pode ser corrigido:

“Ele não invadiu competência, não extrapolou limites, já que, na minha visão, modificou decretos já existentes. É prerrogativa do presidente. (Ele) Pode ter superlativado na questão das duas armas para porte, mas isso pode ser corrigido", afirmou Lira.

Ao ser questionado sobre qual deveria ser a prioridade do governo no cenário atual, Lira ressaltou que isso é uma questão política:

“É de cada um. É pauta dele. A minha prioridade eu já deixei claro que é vacina”, disse ele.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar