General Villas Bôas dá o troco e ironiza Fachin: levou “três anos” para se pronunciar

Ler na área do assinante

Eduardo Villas Bôas, general da reserva e ex-comandante do Exército brasileiro, comentou, nesta terça-feira (16), sobre a declaração do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, a respeito de um tuíte postado pelo general, em abril de 2018.

“Três anos depois”, disparou Villas Bôas sobre o tempo que o ministro levou para raciocinar sobre o fato e comentar.

A polêmica em questão aconteceu em abril de 2018 e o ex-comandante do Exército fez a seguinte manifestação:

"Nessa situação que vive o Brasil resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais".

Em nota divulgada à imprensa, Fachin afirmou ser “intolerável e inaceitável qualquer forma ou modo de pressão injurídica sobre o Poder Judiciário.”

Naquele ano, as Forças Armadas eram contrária ao Habeas Corpus que poderia beneficiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no caso do tripléx do Guarujá. O pedido seria julgado e Fachin era o relator.

O pedido que poderia liberar Lula da prisão, foi rejeitado pela Corte. As Forças Armadas nunca chegaram a interferir no Supremo, mas, mesmo assim, Fachin disse:

“A declaração de tal intuito, se confirmada, é gravíssima e atenta contra a ordem constitucional”.

"Três anos depois".

Agilidade suprema!

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar