Citibank tenta resgatar em ação judicial US$ 500 milhões transferidos por engano

Ler na área do assinante

A Justiça americana decidiu, nesta terça-feira (16), proibir o Citibank de resgatar, aproximadamente, US$ 500 milhões. O montante havia sido transferido por engano para a conta de credores do grupo de cosmético Revlon. Cabe recurso.

A transferência é considerada um dos maiores erros bancários da história de Wall Street e foi parar nos tribunais, em agosto de 2020. Na época, o Citibank deveria depositar cerca de US$ 8 milhões em juros para os credores referentes a um empréstimo feito pelo conglomerado de cosméticos. Porém, em ato falho, o operador acabou transferindo a soma total de juros, uma soma de US$ 900 milhões.

Com o dinheiro “em mãos”, dez fundos de credores se recusaram a devolver o dinheiro e o banco entrou na Justiça para reaver o valor. Geralmente, o sistema judiciário norte-americano obriga a devolução, mas, desta vez, no entanto, o juiz Jesse Furman, do Tribunal Distrital dos EUA em Manhattan, teve um entendimento contrário e para embasar a decisão disse:

“Acreditar que o Citibank, uma das instituições financeiras mais sofisticadas do mundo, tinha cometido um erro que nunca tinha acontecido antes, no valor de quase US$ 1 bilhão, teria sido irracional”, afirmou o magistrado na sentença, já determinando que US$ 500 milhões transferidos por engano não podem ser movimentados até que novo julgamento seja realizado.

O Citibank vai recorrer da decisão.

“Acreditamos que temos direito ao valor e vamos atrás da recuperação completa”, disse Danielle Romero-Apsilos, um porta-voz do Citibank.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: JPNews

da Redação
Ler comentários e comentar