Ex-procuradores sofrem derrota e denúncia sobre a conduta de Bolsonaro na pandemia é arquivada

Ler na área do assinante

A Procuradoria-Geral da República (PGR) decidiu arquivar a denúncia feita por ex-integrantes do órgão que desejavam apurar a conduta do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia da Covid-19.

O grupo pedia que o presidente fosse denunciado ao Supremo Tribunal Federal (STF) por, supostamente, “favorecer a disseminação de epidemia”. Uma iniciativa política de esquerdistas.

Humberto Jacques de Medeiros, vice-procurador-geral da República foi quem encerrou o caso. No despacho, ele afirmou que existe a “impossibilidade material do surto do novo coronavírus ser imputado a uma pessoa".

“É que, resultando a propagação da Covid-19 de uma transmissão difusa e, alguns casos, já sustentada, a reconstrução de sua cadeia de propagação acaba sendo, na prática, inviável. Assim, para que a aplicação do mencionado tipo penal pudesse ser exequível no atual contexto epidemiológico, seria necessário admitir-se a possibilidade de se encontrar e punir a pessoa que deu origem à pandemia , algo que naturalmente, não se pode cogitar”, finalizou Medeiros.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: G1

da Redação
Ler comentários e comentar