Roberto Jefferson chama Moraes de “Xandão do PCC” e é condenado a pagar indenização

Ler na área do assinante

Roberto Jefferson, ex-deputado federal e atual presidente do PTB, foi condenado a pagar R$ 50 mil ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, e mais R$ 10 mil à esposa do magistrado, Viviane Barci de Moraes.

O motivo da condenação foi porque o ex-parlamentar chamou Moraes de “Xandão do PCC”, associando-o à organização criminosa.

Na época, ele também afirmou que o ministro usa o seu cargo no STF para favorecer ilicitamente os processos da esposa, que é advogada.

Nas palavras de Jefferson, “Dona Vivi era piloto de fogão” e se tornou a “maior jurista do Brasil”.

Para o juiz Christopher Alexander Roisin, juiz da 1ª Vara Cível do Foro Central Cível de São Paulo, as manifestações do presidente do PTB extrapolam o direito de liberdade de expressão.

“Ao insinuar que o autor pratica advocacia administrativa em benefício de clientes da autora, sem apresentar provas, foge-se dos limites constitucionais da livre manifestação do pensamento”, escreveu o magistrado, em sua decisão.

Cabe recurso.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar