A prisão de Daniel Silveira é, também, um “recado” aos militares, dizem ministros do STF

Ler na área do assinante

O caso envolvendo a prisão do deputado federal, Daniel Silveira, está trazendo uma série de revelações, além de abrir precedente para outras decisões de ministros da Suprema Corte.

Nesta sexta-feira, 19, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) afirmaram que a prisão do parlamentar também é um “recado” aos militares que defendem a pressão feita pelo general Eduardo Villas Bôas sobre a Corte no julgamento da prisão de Lula, em 2018.

Para os togados, tanto a atitude do general quanto a do deputado fazem parte de um mesmo movimento antidemocrático e de ameaça às instituições.

O respeitado jornalista, Rodrigo Constantino, visilvemente indignado com a afirmação dos ministros, declarou:

“Como assim?!?! Em que mundo vivemos?!”, escreveu ele, em suas redes sociais.

Confira:

Mônica Bergamo, que noticiou o fato, ainda pontuou:

“No mesmo dia em que parlamentar publicou vídeo com agressão a magistrados, general Villas Bôas ironizou Edson Fachin no Twitter.”

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: Folha de S.Paulo

da Redação
Ler comentários e comentar