Caminhoneiros comemoram ação de Bolsonaro na Petrobras

Ler na área do assinante

Os caminhoneiros não se cansam de comemorar a atitude do presidente Jair Bolsonaro em trocar o comando da Petrobras, após quatro aumentos no preço dos combustíveis, apenas este ano.

Apesar da ação coerente do presidente da República, líderes da categoria – os mesmos que tentaram recente manifestação frustrada pela maioria dos motoristas – planejam nova paralisação nacional para, supostamente, pedir redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o diesel.

Mas, no que depender da resposta rápida do presidente, serão fracassadas. Pois, ele já havia anunciado, no início de fevereiro, que o governo estuda um projeto de lei para diminuir o impacto do ICMS sobre os preços dos combustíveis. A intenção é que “a previsibilidade se faça presente, assim como o PIS/Cofins do Governo Federal, em que temos um valor fixo para o litro do diesel, por exemplo, R$ 0,35. Quanto ao ICMS, é variável. Cada estado decide o seu valor”, explicou Bolsonaro, em coletiva de imprensa no dia 08 de fevereiro.

"Nesses dois meses, nós vamos estudar uma maneira definitiva de buscar zerar o imposto para ajudar a contrabalancear esses aumentos, no meu entender, excessivo, da Petrobras. Mas, eu não posso interferir, nem iria interferir na Petrobras; se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias. Você tem que mudar alguma coisa. Vai acontecer", avisou em live, na quinta-feira (18).

A alta no valor dos combustíveis preocupa o Planalto porque vários setores da economia – como o de transportes – dependem desses produtos para retomar fôlego, após um ano pandêmico.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: UOL

da Redação
Ler comentários e comentar