Ensandecido, Gilmar quer fazer uma "Lava Jato na Lava Jato"

Ler na área do assinante

Élio Gaspari, em artigo para a Folha de S.Paulo, deste sábado (27), disse que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, nas próximas semanas, levará para a mesa da Segunda Turma do STF o julgamento de suspeição do ex-juiz federal, Sérgio Moro, durante o processo da Operação “Lava Jato”, da Polícia Federal.

Ainda na “caça às bruxas”, de acordo com a coluna, Gilmar tem assessores passando o “pente-fino” nas mensagens hackeadas dos procuradores de Curitiba com Moro e outras autoridades. Eles estariam, inclusive, tentando colocar em ordem cronológica “grampos” conseguidos pelo site Intercept Brasil.

O ministro do Supremo, um fiel oponente da operação Lava Jato, que devolveu aos cofres públicos mais de R$ 4 bilhões e impôs penas que somam 2.249 anos, ainda acha que pode desqualificar o trabalho dos procuradores.

Todo o esforço de Gilmar em apagar a operação Lava Jato da história do Brasil tem lá as suas razões.

Só o tempo dirá se a tentativa vai funcionar ou se o Supremo, em meio a tantas aberrações, vai sair mais fragilizado diante da opinião pública.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: Folha

da Redação
Ler comentários e comentar