Na PF, hipócrita, ex-governador diz que não roubou, só tem fama de ‘ladrão’ (veja o vídeo)

No livro ‘Crônica de Uma Grande Farsa’, um intenso trabalho investigativo realizado pelo jornalistas José Maschio e Luis Taques, o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, é descrito como o verdadeiro “capo” de uma organização criminosa.


Tudo baseado em documentos e áudios obtidos nos processos contra a quadrilha por ele comandada, com reprodução de conversas, dando uma amostra de tudo o que aconteceu na política partidária do estado.

Durante dezoito anos, o italiano nascido em Viareggio, região toscana da Itália, protagonizou um verdadeiro vandalismo político em Campo Grande e no Mato Grosso do Sul.

A este homem tudo foi permitido, tudo foi possível, ele sempre acreditou piamente na impunidade.

Parece que finalmente chegou a sua hora. Arrependido, não pelo mal feito, mas por não ter se preocupado na viabilização de um ‘foro privilegiado, hoje chora, se lamenta, diz que as pessoas não o respeitam e que tem fama de ‘ladrão’.

É de dar pena... Só faltou o choro.

Livia Martins

liviamartins.jornaldacidade@gmail.com

Veja o vídeo:

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Foco MS