PF realiza operação para investigar ocultação de patrimônio em 4 estados e 'bloqueia' 170 imóveis

Ler na área do assinante

Na manhã desta quarta-feira (3), a Polícia Federal deflagrou a terceira fase da “Operação Egypto”, chamada “Fractais”. A PF investiga a ocultação de patrimônio de investigados, o que pode configurar crime de lavagem de dinheiro.

A ação mobilizou 60 policiais federais, cumpriu 13 mandados de busca e apreensão e sete de prisão temporária nos estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Em Novo Hamburgo (RS), foram quatro mandados de busca. Em Estância Velha e Campo Bom (RS), um de prisão e outro de busca, em cada uma das cidades. Em São Paulo capital, mais cinco de busca e dois de prisão. No Rio de Janeiro, dois de prisão e um de busca e, em Vitória (ES), um mandado de prisão e um de busca e apreensão.

Também foram executadas ordens judiciais para bloqueio de 170 imóveis registrados em nome de investigados e de “laranjas”. O valor total dos bens está avaliado em R$ 80 milhões, além da apreensão de veículos.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: R7

da Redação
Ler comentários e comentar