Comerciantes do RS detonam determinação do governador: “Qualquer trabalho que provê o pão de cada dia é essencial” (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Na cidade de Passo Fundo, interior do Rio Grande do Sul, os comerciantes iniciaram a semana de lockdown rigoroso imposto pelo governador Eduardo Leite (PSDB), com faixas reafirmando que todos os serviços são essenciais.

“Qualquer trabalho que provê o pão de cada dia é essencial”, dizia a mesma placa colada nas vitrines de vários estabelecimentos comerciais.

O tucano impôs lockdown severo no estado, no sábado (27) e vai até o domingo (7), mas pode ser prorrogado.

Na segunda-feira (1), o comerciante Leonardo Sechaus, pequeno proprietário de uma sorveteria, em São Lourenço do Sul, no interior do estado, tentava trabalhar no estabelecimento, quando uma equipe de policiais foi enviada para o local. Ele foi agredido, jogado no chão, algemado, enfiado num camburão e conduzido à força para a prisão.

Nas redes sociais, ele publicou um testemunho, emocionado, sobre o caso, justificando que havia ido trabalhar porque tinha boletos a pagar:

“Gero empregos para o município. Pago meus impostos em dia. Nunca tive problemas com Polícia. Sempre fui um homem honrado. Quem me conhece sabe...”

E completou:

“Amanhã, tenho cinco boletos para pagar (fornecedores), num total de R$ 8.944, 75. Gostaria de saber se o Governo Estadual vai pagá-los para mim, assim como todas as outras despesas da loja, que somam cerca de R$ 15.000,00 mensal”, desabafou, indignado.

Confira o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar