Prefeito "surta", manda apagar a iluminação pública da cidade e causa "pânico" na população

Ler na área do assinante

Os atos inconsequentes durante a pandemia parecem não ter fim...

Um verdadeiro "show de horrores".

No interior de São Paulo, na cidade de Guarani d’Oeste, o prefeito Nilson Timporin Caffer, determinou que a iluminação pública da cidade seja "apagada" como parte das medidas de restrições adotadas.

Em uma declaração tentando justificar a imposição, Nilson afirmou que o desligamento da energia é para evitar que as pessoas saiam às ruas:

“Com a iluminação desligada, a gente espera que as pessoas fiquem seguras em casa. Apaguei para estimular que as pessoas mudem de hábito neste momento de crise.”

A medida vem gerando revolta na população, já que, além da preocupação com a contaminação pelo vírus, agora também precisa se preocupar com um possível crescimento na violência e a insegurança de andar pelas ruas sem iluminação.

O prefeito, não contente com a decisão, ainda disse:

“Eu não tenho que saber o que a população pensa neste momento de crise. Em novembro do ano passado, fui escolhido para continuar cuidando da cidade da melhor maneira possível. Se for tomar uma atitude, que seja para valer ou não tome.”

Com decisões absurdas como tal, se a pandemia persistir por muito mais tempo - ao que tudo indica - a população corre sérios riscos.

Lamentável!

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: G1

da Redação
Ler comentários e comentar