Bolsonaro acusa Fachin de ligação com o PT e afirma que o povo não quer a volta de Lula (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Após a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, em ato monocrático, determinar nulidade de todos os processos da “Operação Lava Jato”, envolvendo o ex-presidente e ex-presidiário, Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente Jair Bolsonaro respondeu aos questionamentos da imprensa, nesta segunda-feira (8) e afirmou aquilo que as pesquisas de opinião já apontam: o povo brasileiro não quer o petista como candidato em 2022.

Apesar de afirmar que poderiam existir suposições sobre o sítio de Atibaia e o triplex no Guarujá, Bolsonaro garantiu que a gestão de Lula no comando do Brasil foi “catastrófica”.

Determinado, ele garantiu que Edson Fachin só anulou as sentenças do petista por possuir “uma forte ligação com o PT”.

“Qualquer decisão dos onze ministros é possível prever o que eles pensam. O ministro Fachin sempre tinha uma forte ligação com o PT. Então, não nos estranha uma decisão nesse sentido. Foi uma decisão monocrática. Vai ter que passar pela turma ou pelo plenário para que tenha a devida eficácia” declarou à imprensa, na chegada ao Palácio da Alvorada.

O presidente ainda acrescentou que a decisão de Fachin surpreendeu, não só o chefe do Executivo como todo o país e reforçou as críticas ao PT e esquemas de corrupção durante a Era Lula e Dilma.

Confira o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar