Professora vira alvo da PF e é intimada por ataques a Bolsonaro

Ler na área do assinante

Mais uma vez, a esquerda usa a liberdade de expressão como desculpa para atacar o presidente Jair Bolsonaro.

A professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Erika Suruagy, foi intimada, pela Polícia Federal, a prestar depoimento em um inquérito criminal para apuração da publicação de outdoors com críticas ao presidente Jair Bolsonaro e à sua postura no combate à pandemia de covid-19.

O fato ocorreu em 2020, quando Erika, era a presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Hoje, ela ocupa o cargo de vice-presidente.

"O senhor da morte chefiando o país / No Brasil, mais de 120 mil mortes por COVID19 / # FORABOLSONARO", diziam os outdoors.

Erika prestou depoimento de forma virtual no dia 26 de fevereiro. O dono da empresa de outdoors também foi chamado para prestar depoimento. A acusação é de que os dizeres publicados teriam ferido a honra do presidente.

Segundo o depoimento de Erika, a campanha de publicidade foi financiada por uma série de entidades no estado de Pernambuco, que pagaram pela veiculação das críticas ao presidente.

"Deixei claro no depoimento que estava na minha atividade sindical como representante, não eram dizeres proferidos por mim, pessoa física. E não era um ataque pessoal, à honra, mas um questionamento político à gestão da pandemia, à época ainda com 120 mil mortes", justificou Erika.

A UFRPE redigiu nota apoiando a professora e chamando o processo de ‘tentativa de censura à liberdade de expressão’.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar