“Entro no supermercado, as pessoas me agradecem”, diz Guedes sobre medidas econômicas implementadas durante a pandemia

Ler na área do assinante

Durante live, em dezembro do ano passado, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que, quando vai ao supermercado “as pessoas o agradecem” pelas medidas econômicas tomadas durante a pandemia da Covid-19.

“Não contem comigo para uma possível confusão na economia. Não tenho vaidade, aspirações financeiras. (…) Se a resultante for negativa, ou vou ser demitido, ou me demitir”, explica, sem vaidade, o ministro.

E prossegue:

“Eu entro no supermercado, as pessoas me agradecem. Isso me recompensa mais que qualquer elogio”, garante Guedes.

E completa:

“Não vou sair no grito, não adianta ofender. Estou mais preocupado com os 200 milhões de brasileiros do que com os militantes que ficam atacando e inventando narrativas falsas. Eu saio se não puder ser útil ao Brasil mais, seja por falta de confiança do presidente, seja porque nós estamos indo para o caminho errado”, disse o ministro.

As medidas econômicas implementadas por Guedes durante a pandemia do coronavírus aliadas à distribuição do auxílio emergencial, não só evitaram uma queda brusca no PIB como sustentaram a economia no ano atípico.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar