Em Cuiabá, prefeito descumpre decreto e é flagrado bebendo cerveja na rua (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Emanuel Pinheiro (MDB), prefeito de Cuiabá, foi flagrado, na sexta-feira (12), bebendo cerveja com o vice-prefeito, José Roberto Stopa (PV), e alguns secretários, em frente a uma distribuidora de bebidas.

O fato, claro, não chamaria nenhuma atenção se o gestor municipal, ferrenho defensor do distanciamento e do isolamento social, não tivesse descumprido, justamente, um decreto estadual que proíbe o consumo de bebidas.

Uma pessoa, que passava de carro pelo local, flagrou o momento e fez as imagens.

Em nota, a prefeitura afirmou que o prefeito de Cuiabá parou na distribuidora depois da inauguração simbólica de uma obra de uma avenida da cidade. E eu Pinheiro tomou apenas “duas cervejas a convite de alguns comerciantes” e depois foi embora.

A atitude controversa de Emanuel Pinheiro difere do que ele determinou em 27 de fevereiro, quando encaminhou um Projeto de Lei para a Câmara Municipal, criando medidas ainda mais rigorosas na fiscalização dos estabelecimentos comerciais que descumprissem as regras de biossegurança.

No mês passado, ele disse:

“Após reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento à COVID-19, realizada ontem, já havíamos definido a volta do toque de recolher. Entretanto, vamos esperar a decisão da Justiça para definir qual o caminho Cuiabá vai tomar. Enquanto isso, no dia 1º de março, segunda-feira, entregarei ao presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Juca do Guaraná, um Projeto de Lei que determina medidas ainda mais rigorosas na fiscalização dos estabelecimentos que teimam em descumprir as medidas de biossegurança neste período de pandemia, solicitando a votação em urgência urgentíssima”, afirmou o prefeito.
“A base deste Projeto de Lei é a seguinte: aqueles que andam de acordo com a lei, que andam corretamente e que estão preocupados em trabalhar sem causar a proliferação do vírus não podem pagar pelos irresponsáveis que trabalham de qualquer forma e propiciam essa onda crescente de propagação da COVID-19 em Cuiabá”, comentou.

Confira:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar