Juntando os "cacos", Globo é condenada a pagar indenização a Suzane von Richthofen

Ler na área do assinante

Na última terça-feira (09), a 1ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) condenou a Rede Globo a pagar uma indenização de R$ 10 mil à Suzane von Richthofen, por uma matéria veiculada no programa ‘Fantástico’, no ano de 2018.

Durante a matéria, que falava sobre o pedido de Suzane para progressão de seu regime de pena para o semiaberto, a emissora divulgou uma avaliação psicológica da presidiária, onde constava que a mesma não seria perigosa, podendo conviver em sociedade.

Apesar da divulgação de documento sigiloso, a Justiça optou por não retirar a reportagem do ar, em prol da liberdade de imprensa. Porém, a indenização foi estipulada em razão da emissora ter obtido o exame psicológico de forma indireta, já que, legalmente, não teria acesso ao processo.

"Se o acesso se deu de maneira indireta e com garantia ao sigilo de fonte, há ilicitude na veiculação de informação que se sabe ilícita. Houve, pois, ato abusivo da ré ao divulgar informação que sabia estar sob segredo de justiça, sem possibilidade de conhecimento por terceiros", diz a decisão.

Parece que a má fase da Globo está longe de terminar...

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar