Ministro José Serra se impõe, muda atitude do Brasil e Venezuela recua

Logo após o afastamento da presidente Dilma Rousseff, o posicionamento da Venezuela, através de um comunicado, foi tratar o processo de impeachment como ‘golpe de estado’, convocando governos e populações do mundo inteiro a defender a petista.


Ato contínuo, o presidente Nicolas Maduro anunciou na TV venezuelana o imediato retorno ao país do embaixador no Brasil, Alberto Castellar.

Na realidade, foram dois discursos de Maduro em cadeia de rádio e TV para atacar o governo de Michel Temer e acusá-lo de servir aos planos dos Estados Unidos de acabar com a esquerda na América Latina.

‘Pedi ao nosso embaixador no Brasil, Alberto Castellar, que voltasse. Me reuni com ele, estivemos avaliando esta dolorosa página da história do Brasil’, disse Maduro.

O Itamaraty, agora sob comando do senador José Serra, foi implacável.

O ministro divulgou duas notas em tom ríspido e rebateu com veemência as críticas da Venezuela e também de Cuba e Equador.

Depois, em entrevista, Serra enfatizou: ‘o tom das notas corresponde às falsidades que estão sendo debatidas’. ‘Quanto maiores as falsidades, mais forte será o tom.’

O recuo da Venezuela foi imediato. Uma ligação do vice-chanceler da Venezuela para a América Latina, Alexander Yanez, neste sábado (14) para a embaixada do Brasil em Caracas pediu a desconsideração do que foi dito por Maduro na TV, agindo com a clara intenção de interromper uma escalada diplomática que poderia resultar no congelamento das relações entre os dois países.

Mesmo após a ligação para a representação brasileira, dando mostra que o chavismo joga nas duas direções, de um lado o presidente com o discurso bravateiro e, de outro lado, a chancelaria tentando amenizar, o ministro José Serra está estudando sobre a situação do embaixador do Brasil em Caracas.

Qualquer nova declaração de Nicolas Maduro contra o governo brasileiro, resultará na imediata retirada do embaixador Ruy Pereira do país vizinho e no rompimento das relações.

O presidente venezuelano foi orientado a não se manifestar mais sobre a situação política brasileira.

A relação agora mudou. O Brasil se impôs.

da Redação

                         https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Internacional