Oras, Descobriram a Constituição!

Depois de ter seus dias de gloria! Agitada, sacudida, lembrada em quase todos os discursos. Depois de ter se tornado o livro de cabeceira de Deputados e Senadores, acredito que nossa Constituição Federal: aquele livro verde e amarelo, cheio de leis que garantem direitos e deveres ao povo brasileiro, volte a ser um mero objeto decorativo sob as mesas e armários dos gabinetes dos nossos ilustres Congressistas. De repente, descobriram que a Constituição brasileira precisa ser respeitada e que, qualquer ato que desrespeite os princípios fundamentais da Carta Magna, é crime! Descobriram a Constituição!


Nosso país tem problemas tão grandes e causados por desrespeito a princípios constitucionais tão básicos, que torna toda essa discussão em torno do impeachment uma demagogia de dar enjoo. Crimes e desrespeitos à Constituição Federal acontecem todos os dias nesse país. No entanto, lembram-se da Constituição quando lhes convém e fazem parecer que são grandes defensores das Leis e da Ordem! Balela!

Nossa Constituição tem 250 artigos, mas parece que apenas os artigos 85 e 86 estão sendo desrespeitados! Exatamente aqueles que mencionam a responsabilidade da Presidência da República. O assunto da vez! Gostaria de ver com a mesma vontade, uma defesa tão veemente dos Direitos e Garantias Fundamentais, quando os brasileiros se deparam com serviços públicos de qualidade tão vergonhosos! Quando pessoas morrem nas filas de hospitais superlotados por falta de atendimento, por falta de médicos e medicamentos. Isso não é desrespeito à Constituição? Isso não é crime?

Será que a Constituição agora serve apenas para reclamar democracia? Então o grito de socorro seria um ato democrático! Mas morrer por negligencia do Estado não é crime? Dois pesos, duas medidas? E os responsáveis não são sempre os representantes dos diferentes níveis de governo deste país? A Constituição só é lembrada quando o sapato aperta o calo dos poderosos e quando serve aos seus interesses, defendidos às escuras nos gabinetes de Brasília. Fora deles, não importa quão alto seja o grito de socorro, ele não encontra eco nos discursos eloquentes e cheios de neologismos que se vê atualmente.

Sem a pirotecnia de um impeachment, a nossa Constituição parece descansar no berço esplêndido da utopia. Como se a sua existência por sí só, fosse suficiente para que tudo se cumprisse automaticamente. Mas nós sabemos que não é bem assim! O Brasil virou um país fantasia, uma nação “faz de conta”. Enquanto o povo vive de sentimentos contraditórios: acredita, desacreditando. Confia, desconfiando. Sobretudo da classe politica. Diante disso, ainda hoje resta desejar o que disse Ulysses Guimarães ao terminar seu discurso em 5 de outubro de 1988: Que Deus nos ajude para que isso se cumpra!

Autenir Rodrigues

 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça