Governo Bolsonaro faz acordo com Pfizer e Janssen para adquirir mais 138 milhões de vacinas

Ler na área do assinante

O Governo Federal firmou, nesta semana, dois acordos com as gigantes farmacêuticas Pfizer e Jansen para adquirir mais 138 milhões de doses de vacinas para o Brasil, em 2021. O anúncio foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro durante a entrega do primeiro lote de vacinas produzidas em território nacional pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e confirmado pelo Ministério da Saúde.

Os contratos com as duas farmacêuticas já tinham sido adiantados pelo ministro Eduardo Pazuello, em coletiva de imprensa, na segunda-feira (15). O chefe da pasta explicou que 100 milhões de doses seriam da Pfizer e as outras 38 milhões da Janssen.

A vacina da Pfizer/BioNTech tem o registro definitivo concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), desde o fim de fevereiro. Já o imunizante da Janssen, que é aplicado em dose única, foi aprovado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mas ainda tem pedido analisado pela agência reguladora.

O Governo espera que os fármacos cheguem ao Brasil no segundo semestre deste ano.

“O Brasil já tem garantidos mais de 562 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 até o fim de 2021”, afirmou o presidente Jair Bolsonaro.

E completou:

“Cabe ressaltar que o cronograma de entrega das vacinas é enviado ao Ministério da Saúde pelos laboratórios e está sujeito a alterações, de acordo com a disponibilidade de doses e a real entrega dos quantitativos realizada pelos fornecedores”, ressaltou o Ministério da Saúde.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: JPNews

da Redação
Ler comentários e comentar