Morre “Irmão Lázaro”, ex-integrante do grupo Olodum, político e cantor gospel

Ler na área do assinante

O vereador “Irmão Lázaro” (PL), morreu, na noite desta sexta-feira (19), em virtude de complicações da Covid-19. Ele estava internado havia quase um mês na UTI de um hospital de Feira de Santana, distante cerca de 100 km de Salvador.

Antes de falecer, o último boletim médico indicava que o cantor gospel estava com quadro de saúde bastante delicado.

“Irmão Lázaro” foi diagnosticado com a Covid-19 em 15 de fevereiro. Ele fazia o tratamento em casa, mas, no dia 22, o quadro agravou e ele foi ao hospital já com metade dos pulmões comprometidos. Ele ficou internado em Feira de Santana, mas os familiares gostariam de transferi-lo para Salvador. Porém, a piora na saúde do vereador não lhe permitiu e a equipe médica recuou por precaução.

Nas redes sociais, a filha do cantor, fez uma postagem de despedida:

"Hoje, a pessoa mais importante da minha vida se foi. O homem que eu mais amei e continuarei amando o resto da vida!! O cara mais honesto e bondoso que já conheci, que me ensinou a amar a Deus acima de todas as coisas e que me amou como ninguém nunca amou!! O meu maior alívio é saber que ele tá ao lado de Deus e que o céu está em festa nesse momento. Ele foi o meu maior exemplo de fé, meu melhor amigo, meu pastor, meu confidente, meu cantor favorito kkk ELE ERA MEU TUDO e agora meu tudo se foi! PAI, fica juntinho de Deus ai que já, já estaremos juntos. Eu te amo mais do posso expressar e imaginar!"

Irmão Lázaro foi integrante do grupo Olodum nos anos 90, mas decidiu seguir carreira de cantor gospel após se converter à religião evangélica e largar o vício em drogas. Dois dos seus grandes sucessos são as músicas gospel “Eu sou de Jesus” e "Eu te amo tanto" fazem parte de um CD e DVD homônimo gravado, em 2008, na Bahia.

A maior parte dos integrantes da banda do ex-Olodum era formada apenas por membros da família e amigos. Mesmo assim, “Irmão Lázaro” ficou conhecido em todo o Brasil e as canções – em ritmo de reggae - dele emplacaram nas principais rádios evangélicas nacionais.

Bruno Reis, prefeito de Salvador, lamentou a morte do cantor e vereador.

"Mais uma perda lamentável! Irmão Lázaro foi um artista fora de série que superou todos (os) desafios com sua sabedoria e talento. Suas músicas fazem parte da minha vida e jamais irei esquecer da sua forma simples e carinhosa com todos. Que Deus conforte sua família, amigos e fãs do seu trabalho! Mais uma vítima dessa pandemia que já levou milhares de pessoas em nosso país".

O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, também se despediu dele.

"Em apenas uma semana, 15 mil pessoas morreram no país. Só eu perdi duas pessoas muito queridas. Hoje, com tristeza, me despeço de Irmão Lázaro, mais uma vítima da Covid. Não são só números. São vidas, histórias, famílias em luto. Lázaro era um grande companheiro da vida pública, um homem de fé e um artista que emocionou muita gente com sua voz inconfundível. Meus sinceros sentimentos a todos familiares e amigos."

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: G1

da Redação
Ler comentários e comentar