Petista da faixa “Bolsonaro Genocida” está devidamente "guardado" na Papuda, em razão de mandado de prisão anterior

Ler na área do assinante

Rodrigo Pilha, que exibiu uma faixa ofendendo o presidente Jair Bolsonaro, chamando-o de “genocida”, preso na quinta-feira (18), na Praça dos Três Poderes, foi transferido no dia seguinte para o Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, em Brasília.

À princípio, o militante esquerdista foi detido com base na Lei de Segurança Nacional, mas a acusação não foi aceita pelo delegado, que discordou do enquadramento do crime.

Porém, pouco depois da soltura do militante e de mais quatro manifestantes que haviam sido presos pela Polícia Militar, Pilha voltou a ser detido; já que, contra ele, havia uma mandado de prisão anterior por desacato com uma pena restritiva de direitos, o que o ativista, supostamente, não sabia. A Polícia o teria procurado para intimação, mas não encontrou no endereço indicado por ele na ocasião.

Pilha foi condenado a sete meses de prisão por desacato em um processo de 2014. O deputado federal Alencar Santana (PT-SP), que está acompanhando o caso, afirmou que “Pilha foi colocado no regime fechado, sendo que a condenação seria para o semiaberto”.

“Ele sai, deu uma entrevista e, de repente, o delegado liga e fala: ‘Olha, pode voltar aqui”, disse Santana.

A advogada de defesa Desirée Gonçalves de Sousa disse que já apresentou os requisitos solicitados pelo Ministério Público para soltura do condenado e que está aguardando a decisão do juiz da Vara de Execuções Penais (VEP) responsável pelo caso.

“O Pilha que encontra-se tranquilo e sereno. Estamos confiantes na soltura e que o judiciário cumprirá seu papel”, alegou.

Os outros quatro detidos na manifestação foram liberados.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar