Mais um bilionário na mira da PF

André Gerdau, o bilionário presidente do Grupo Gerdau, está indiciado pela Polícia Federal na Operação Zelotes, por corrupção ativa, Lavagem de dinheiro e tráfico de influência.

O Grupo Gerdau, de acordo com o que vem sendo apurado, pode ter sonegado a bagatela de 1,5 bilhão de reais.

Além desse moço – André Gerdau, um sujeito que já nasceu bilionário e parece que foi educado para que continuasse a ‘prosperar’, não importando os meios utilizados – foram indiciados outros 18 investigados, que são justamente os conselheiros e ex-conselheiros do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), advogados e membros da diretoria da empresa siderúrgica Gerdau.

O detalhe mais sórdido constatado pela Polícia Federal, é que mesmo após a deflagração da Operação Zelotes, em 26 de março de 2015, existem evidências da continuidade da prática delitiva por parte dos indiciados. Ou seja, mesmo diante das investigações, a estrutura criminosa prosseguiu funcionando.

A dura realidade é que se percebe que o crescimento desses megagrupos empresariais, em regra acontece na base de falcatruas, fraudes e sonegações, fazendo com que para o enriquecimento de meia dúzia de empresários desonestos, toda a população seja sacrificada.

Um absurdo, que demonstra a absoluta crença na impunidade.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça