Bolsonaro sanciona lei, inclui visão monocular nas deficiências visuais e dá direito a benefícios

Ler na área do assinante

Na última segunda-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que classifica a visão monocular como deficiência sensorial do tipo visual.

Com a nova lei, os portadores deste tipo de deficiência passam a ter direito a todos os benefícios previstos na legislação da pessoa com deficiência visual, incluindo os benefícios previdenciários, como aposentadoria por invalidez, e isenções tributárias na compra de automóveis e outros equipamentos.

A nova lei ainda assegura aos monoculares o acesso gratuito, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), a medicamentos e próteses.

Esse tipo de deficiência é caracterizada quando o indivíduo possui visão igual ou inferior a 20% em um dos olhos, com visão normal no outro olho, segundo a Organização de Saúde (OMS).

Junto com a nova lei, o presidente também editou o decreto que regulamenta sua aplicação, onde prevê que os deficientes monoculares deverão passar por avaliação para verificação da situação incapacitante, com o objetivo de reconhecimento da deficiência, por meio de avalição biopsicossocial por equipe multiprofissional e interdisciplinar.

A lei é resultado do Projeto de Lei 1.625/2019, de autoria do senador Rogério Carvalho, que é portador da deficiência.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar