Surgem novas informações sobre o caso Oswaldo Eustáquio e defesa pede nulidade do inquérito (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Nesta quinta-feira (25), os advogados de defesa de Oswaldo Eustáquio entregaram, ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, pedido de nulidade do inquérito ao qual o jornalista é submetido.

Segundo os advogados de Eustáquio, o pedido tem por base o cerceamento de defesa, visto que, apesar de o ministro Alexandre de Moraes ter deferido ‘integral conhecimento das investigações a ele relacionadas’, incluindo ‘acesso integral aos autos restantes’, importantes documentos que são partes fundamentais do inquérito, não foram anexados ao processo.

Entre os documentos faltantes no processo, a defesa do jornalista cita os relatórios da Polícia Federal e o parecer do Procurador-Geral da República.

Com base na falta destes documentos, essenciais para que a defesa possa montar seus argumentos, os advogados de Oswaldo Eustáquio entraram com o pedido de nulidade do inquérito e liberdade imediata do jornalista.

Confira:

Leia a petição:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar