Operação da PF prende quatro bandidos por falsificar alvarás de soltura no Rio

Ler na área do assinante

A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) cumpriram, nesta quarta-feira (24), quatro mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão contra acusados de falsificar documentos para a liberação indevida de presos do complexo penitenciário do Rio de Janeiro. Batizada de ‘Camaleão.com’, a operação está com ações em cumprimento nos municípios de Niterói, São Gonçalo, São João de Meriti e Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

O MPF acusa o grupo de falsificar alvarás de soltura, certidões e decisões judiciais. Os falsos documentos eram apresentados ao sistema penitenciário fluminense para garantir a liberação de presos.

Os acusados são investigados pelos crimes de organização criminosa, falsificação de documento público, uso de documento falso e fuga de pessoa presa. Agentes públicos, que podem ter facilitado a ação, também estão averiguados.

A Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro está colhendo o depoimento de todos os presos.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar