PF deflagra operação contra a vacinação ilegal de empresários e políticos em BH

Ler na área do assinante

Nesta sexta-feira (26), a Polícia Federal deflagrou a operação ‘Camarote’, em Belo Horizonte. A operação investiga se empresários do setor de transporte receberam ilegalmente vacina contra a covid-19.

A ação cumpre 4 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 35ª Vara Federal Criminal de Belo Horizonte, em endereços ligados à Viação Saritur, para recolhimento de provas relativas ao caso. Um dos locais é a garagem da empresa, onde teria ocorrido a vacinação ilegal. A PF recolherá as imagens internas da segurança para tentar comprovar o ocorrido.

De acordo com a PF, a suspeita é de que houve importação irregular de doses da Pfizer e receptação.

A PF investiga se houve importação de mercadoria proibida, caso a eventual importação das doses tenha ocorrido antes a aprovação da lei que trata sobre a compra de vacinas por pessoas jurídicas, de descaminho, caso tenha sido após aprovação da lei, ou ainda se houve falsificação ou adulteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, caso o episódio tenha ocorrido antes do registro da vacina da Pfizer na Anvisa.

O Ministério Público Federal (MPF) também investiga o caso.

A denúncia que deu origem à operação é de que cerca de 50 pessoas, entre políticos e empresários, a maioria ligada ao setor de transportes em MG, e seus familiares, teriam tomado a primeira das duas doses da vacina contra a covid-19.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), caso a vacinação seja confirmada, os envolvidos poderão responder pelo crime de contrabando, descaminho e de uso e importação de medicamento farmacêutico sem registro.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar