Marco Aurélio sobe o tom sobre mudança de voto de Cármen Lúcia: "Todo mundo ficou perplexo"

Ler na área do assinante

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, comentou a mudança de voto da ministra Cármen Lúcia, ocorrida no julgamento da suspeição do ex-juiz Sergio Moro, nos processos relacionados ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, realizado pela Segunda Turma da Corte.

No julgamento, a ministra acabou alterando seu voto inicial, de 2018, e considerou Moro parcial. O voto de Cármen Lúcia foi decisivo no resultado, que apontou o ex-juiz como suspeito, por 3 votos a 2.

“É mais um componente para confundir tudo. Por exemplo, não entendi até hoje o voto da ministra Cármen Lúcia, minha colega, no que ela em 2018 acompanhou o relator, ministro Fachin, e agora na última sessão reajustou o voto. Mas ela deve ter tido as razões dela, também não fui pesquisar para saber quais são”, disse Marco Aurélio.

E complementou:

“A mudança é sempre possível, desde que não tenha havido proclamação final, e não houve. Houve pedido de vista que se projetou no tempo de 2018 até agora. Ela poderia em tese reajustar? Poderia. Ela se convenceu que deveria reajustar e reajustou”, ponderou o ministro.
“E aí evidentemente, como tenho meus processos para relatar, para estudar, não fui atrás para saber as razões dela. Mas que todo mundo ficou perplexo, ficou”, concluiu ele.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar