“Gilmar é cúmplice de bandido”, afirma Augusto Nunes (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

A defesa do ex-presidente e ex-presidiário, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a extensão da decisão da Segunda Turma da Corte, que declarou suspeito o ex-juiz federal Sérgio Moro, no caso do tripléx do Guarujá, para outros dois processos: do sítio de Atibaia e do imóvel que pertenceria ao Instituto Lula.

Em 8 de março, o ministro do Supremo, Edson Fachin, em decisão monocrática, anulou todas as condenações de Lula no âmbito da Operação “Lava Jato”, da Polícia Federal, tornando-o elegível para a disputa presidencial de 2022.

O jornalista Augusto Nunes, comentarista do programa “Os Pingos nos Is”, da Jovem Pan, nesta sexta-feira (2), disse que os ministros estão “colecionando absurdos para livrar um corrupto, lavador de dinheiro, corretamente condenado em segunda instância e, em um caso, em terceira instância também”.

“O ministro Gilmar Mendes costuma dizer que a ‘Operação Lava Jato’ foi a maior mentira do judiciário brasileiro. O que está acontecendo na Segunda Turma é o maior escândalo do Judiciário. São cinco advogados, fantasiados de juízes, que estão colecionando absurdos para livrar um corrupto, lavador de dinheiro, corretamente condenado em segunda instância e, em um caso, em terceira instância também. Quem expediu a sentença do caso do sítio de Atibaia não foi Moro, foi a juíza Gabriela Hardt. A sentença dela foi avalizada, confirmada, pelo Tribunal Regional Federal de Porto Alegre. Em segundo lugar, o Moro está sendo perseguido não pelos erros que eventualmente cometeu, mas pelos acertos: ele prendeu um bandido. Quem acha que Lula, ou diz Lula não cometeu nenhum tipo de crime, é maluco ou malandro, não há terceira opção. O Gilmar Mendes, quando Lula pede alguma coisa para ele, ele não encara como um pedido, mas como uma ordem. O Lula está ordenando ao agora relator que o absolva de novo. Se o juiz Sergio Moro, se todos os processos que passaram por ele forem anulados, tem de anular também a devolução do dinheiro por parte dos que fizeram a colaboração premiada com a Justiça. Tem que anular para todos. Quero ver se o Supremo tem coragem para isso. Coragem até tem, mas vamos ver se eles têm coragem, se o povo souber manifestar a sua indignação”, disparou Nunes.

O jornalista também afirmou que Gilmar Mendes “é cúmplice de bandido”.

“O Gilmar, agora relator, vai tentar acabar com tudo. Ele é cúmplice de bandido. Suspeito é ele. Ele chorou, tentou chorar, lágrimas de esguicho, em homenagem ao advogado de Lula. [Gilmar] É parceiro dele, os dois são advogados de um culpado, de um criminoso. Eles agem juntos. A partir daí, deveria ser declarado suspeito o Gilmar mendes. Aliás, estão sob suspeição todos os integrantes da Segunda Turma. A Cármen Lúcia, também, pelo absurdo que cometeu ao modificar o voto, decidida a livrar o Lula da cadeia, que é merecidíssima. E também o Fachin, que começou toda essa confusão, confusão articulada para beneficiar um bandido”.

Confira o vídeo:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Foto: JPNews

da Redação
Ler comentários e comentar