Se tirano de BH tentar intervir para impedir cultos e missas, PF vai agir...

Ler na área do assinante

Nunes Marques agiu rápido e, com autoridade, acabou com a valentia do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil.

O ministro concedeu medida cautelar favorável à realização de missas e cultos presenciais em todo o território nacional.

Ousado e abusado, o prefeito declarou publicamente:

“O que vale é o decreto do Prefeito. Estão proibidos os cultos e missas presenciais”.

O magistrado determinou a intimação do ‘ditador de araque’ para que cumpra a decisão.

Nunes Marques também determinou que Kalil esclareça em 24 horas “as providências tomadas, sob pena de responsabilização, inclusive no âmbito criminal, nos termos da lei”.

Paralelamente, o ministro intimou a Superintendência da Polícia Federal em Minas Gerais para que garanta o cumprimento da liminar em caso de “resistência da autoridade municipal ou de seus funcionários”.

Noutras palavras, se Alexandre Kalil tentar impedir a realização dos atos religiosos, vai acabar se isolando no xilindró.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar