Polícia do Rio investiga furto de 50 vacinas CoronaVac em posto de saúde

Ler na área do assinante

A Polícia Civil do Rio de Janeiro abriu inquérito para investigar o furto de 50 vacinas, do tipo CoronaVac, fabricadas pela gigante farmacêutica Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, do Centro Municipal de Saúde Professor Carlos Cruz Lima, na zona norte do Rio.

Por volta das 04 horas da madrugada desta segunda-feira (5), um vigilante do posto de saúde constatou o arrombamento e, por meio das imagens das câmeras de segurança, confirmou a entrada de um homem.

A ação durou apenas dez minutos e o homem, entre 30 e 40 anos de idade, carregava uma mochila. Ele arrombou a sala de imunização, onde os frascos das vacinas estavam armazenados e retirou os imunizantes do local.

O funcionário do posto de saúde contou, em depoimento à polícia que, ao perceber o furto, notificou a Secretaria Municipal da Saúde.

A Secretaria, por sua vez, informou que a polícia já realizou perícia no local e prosseguirá as investigações. Os agentes realizam diligências para identificar o autor e recuperar as vacinas furtadas.

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário,

cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: Oeste

da Redação
Ler comentários e comentar